arrow Voltar

A importância da educação financeira para o desenvolvimento dos negócios

De uma coisa podemos ter certeza: entender de educação financeira é o primeiro passo para ter uma boa relação com o dinheiro, evitando riscos de endividamento. Mas no Brasil, até pouco tempo, a importância da educação financeira era pouco difundida na vida das pessoas.  Para começar, vamos entender o que realmente significa educação financeira. Segundo […]

26 de maio de 2021 2 min de leitura
time

Artigo atualizado 26 de maio de 2021

De uma coisa podemos ter certeza: entender de educação financeira é o primeiro passo para ter uma boa relação com o dinheiro, evitando riscos de endividamento. Mas no Brasil, até pouco tempo, a importância da educação financeira era pouco difundida na vida das pessoas. 

Para começar, vamos entender o que realmente significa educação financeira. Segundo o Banco Central, é o processo de compreensão sobre produtos, conceitos e riscos financeiros, além do desenvolvimento de habilid​​ades, para a realização de ações que promovam o bem-estar financeiro. 

O tema é visto com grande importância pela instituição, que disponibiliza em seu site diversas informações sobre cidadania financeira, e é considerado primordial para o crescimento econômico do país. Em 2020, um novo passo rumo à disseminação deste conhecimento foi dado com a inclusão do tema na educação básica através da BNCC (Base Nacional Curricular Comum). 

Além disso, no último ano, o cenário de pandemia influenciou pessoas a buscarem mais informação. De acordo com pesquisa do Instituto Locomotiva em parceria com a Xpeed, 41% dos entrevistados passaram a pesquisar mais sobre assuntos financeiros.

Mas se entender de educação financeira é muito importante para a nossa vida pessoal, utilizá-la no desenvolvimento do seu empreendimento é essencial para que ele prospere. 

Fintech Report 2022 Banner

Por que a educação financeira é essencial para o seu negócio

É bem mais fácil ter interesse em um assunto, se você entende quais são as “regras do jogo”. E para quem é empreendedor, é preciso conhecer todos os conceitos e se planejar detalhadamente para evitar cair em armadilhas muito comuns. 

Se você acha que finanças é um assunto muito difícil, que não vai conseguir entendê-lo, uma barreira já é criada, abrindo espaço para os erros na administração do seu negócio. 

Nos últimos anos, um setor que cresceu bastante, e vem ajudando a desmistificar a educação financeira, é o das fintechs e dos bancos digitais. Eles possuem uma comunicação fácil de ser entendida e ferramentas digitais com boa usabilidade, que contribuem para a compreensão dos serviços e exaltação dos benefícios de finanças bem administradas. 

Essa aproximação com os clientes também é muito positiva para simplificar o acesso a crédito, um recurso importante para as empresas, e até encorajar os empreendedores a estudarem investimentos e irem além da poupança. 

Mais conhecimento, mais negócios bem-sucedidos

Segundo o Sebrae, três em cada dez empresas de pequeno porte fecham as portas com até dois anos de atividade. Uma das principais razões que levam pequenas empresas à falência é a má administração do fluxo de caixa. Falta de controle do dinheiro que entra e sai e da divisão entre contas pessoais e conta do negócio costumam ser os motivos para isso. 

Para você realizar um bom planejamento financeiro para a sua empresa é importante entender assuntos como antecipação de recebíveis, capital de giro, fundo de reserva e investimentos. Além disso, é preciso estar informado sobre impostos e custos trabalhistas a fim de evitar ao máximo surpresas e gastos inesperados.Para isso, é necessário o interesse em aprender e buscar instituições que facilitem esta conversa, além de ferramentas que auxiliem a sua administração. Assim como todas as outras áreas de estudo, o aprendizado nunca acaba, e é importante estar atento às novidades, como o Pix, e ir aplicando inovações na sua empresa.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow