arrow Voltar

Corporate Success: conheça a área do Distrito com foco na transformação digital das empresas

Cada vez mais empresas investem em áreas dedicadas ao sucesso dos seus clientes, focadas no bem estar, na entrega e relacionamento com o cliente. Aqui no Distrito, essa preocupação direciona muito a forma como fazemos negócios. A área de sucesso do cliente é voltada para ser a voz que ajuda na busca para estruturação de […]

26 de novembro de 2020 6 min de leitura
time

Artigo atualizado 26 de novembro de 2020

Cada vez mais empresas investem em áreas dedicadas ao sucesso dos seus clientes, focadas no bem estar, na entrega e relacionamento com o cliente. Aqui no Distrito, essa preocupação direciona muito a forma como fazemos negócios. A área de sucesso do cliente é voltada para ser a voz que ajuda na busca para estruturação de seus processos de transformação digital e inovação.

Neste texto, entenda o que é a área de Corporate Success e como ela funciona no Distrito. Para ajudar você, convidamos Gustavo Comeli e Marcela Botteri, do Distrito, para explicar e falar um pouco mais do trabalho realizado na área.

O que é a área de Corporate Success do Distrito?

Corporate Success é a área responsável pelo sucesso do cliente do Distrito nos desafios de transformação digital e inovação. O objetivo é ajudar essas organizações a aprimorar seus processos, gerar desenvolvimento e serem percebidas como inovadoras tanto pelo mercado quanto internamente.

No Distrito, a área conecta todas as partes do ecossistema. “Nosso papel é entender como podemos aprimorar as relações dessa empresa com o ecossistema de inovação, como ela pode ajudar e contribuir com a comunidade como um todo, além de entender como essas outras partes podem colaborar com essas empresas. É um papel de conector e de entendimento”, diz Marcela.

ebook inovação

Como funciona a área de Corporate Success do Distrito?

O relacionamento da área de Corporate Success do Distrito com as empresas começa por um entendimento de como funciona essa corporação. É preciso saber qual é a realidade, as dores, do que a empresa precisa.

“É muito importante engajar essa organização, que muitas vezes é grande, é hierarquizada, um pouco mais burocrática. É preciso trazer pra ela algumas soluções, enxergar como ela pode contribuir, mas também aprender”, completa Marcela. 

Há um relacionamento constante com as empresas, por meio de reuniões periódicas. Estes encontros são usados para planejar, falar sobre os eventos, entender por qual momento as empresas estão passando. Além disso, há um relatório de follow-up sobre todas as entregas e planejamento dos próximos dois meses. As empresas recebem, ainda, um relatório personalizado abordando todas as atividades que acontecem no ecossistema do Distrito.. 

Além disso, há outras ferramentas, como conteúdos para o site e redes sociais. E também são realizados encontros e eventos, que têm um papel importante, e podem ser divididos em diversos tipos:

  • Eventos mensais exclusivos para os nossos residentes, em que se estimula a troca e a conexão. Cada mantenedor traz um assunto interessante e as empresas podem debater e tirar dúvidas. Já foi feito um evento com a KPMG e a AstraZeneca, falando do futuro da saúde pós-covid; outro com a Pixeon, falando sobre a trajetória da empresa, erros e acertos; e um terceiro foi com a Abbott e com o Grupo Mafra.
  • Há também eventos abertos à comunidade no canal do YouTube do Distrito, que têm como objetivo apresentar essas empresas para toda a comunidade.
  • Além disso, também são realizados encontros internos para cada mantenedor, nos quais entende-se a necessidade dessas empresas e desenha-se eventos para seus times internos. 

“A gente é responsável por toda a jornada dessa empresa. A partir do momento que ela entra, temos uma apresentação, um onboarding, fazemos esse acompanhamento durante toda a jornada da empresa com a gente, entendendo como atendê-la nesse processo, seja ajudando a resolver um problema interno, conectando-a com startups, dando novas ideias, construindo eventos e conteúdos em parceria”, conta.

Gustavo Comeli, responsável por liderar a área, adiciona ainda que outro papel do time de Corporate Success é fazer com que as empresas sejam percebidas pelo mercado como protagonistas em inovação corporativa. Dessa forma, o Distrito contribui com o branding e o posicionamento do negócio perante o mercado.

O que faz a área de Corporate Success do Distrito?
A área de Corporate Success é responsável por garantir que nossos members tenham sucesso em suas jornadas de inovação por meio de uma experiência incrível de conexão com o ecossistema. Isso é feito por meio de:
Entendimento das necessidades da empresa
Relacionamento constante por meio de reuniões quinzenais, emails semanais de follow-up e relatórios mensais
Conexão com startups
Conteúdos no site e nas redes sociais 
Eventos e encontros exclusivos 
Eventos públicos para divulgar as empresas

Entrevista

1. Como vocês veem o processo de transformação digital nas empresas de modo geral e naquelas que são atendidas pelo Distrito?

Gustavo Comeli: Vejo que hoje a transformação digital é uma prioridade de todos os tipos e portes de empresas, ou seja, isso inclui nossas corporates. Por mais que alguns pensem que a transformação digital já aconteceu, ainda estamos no início das mudanças. A Covid-19 apenas acelerou o processo para alguns e fez com que muitas empresas percebessem que já deviam estar usando ferramentas digitais no dia a dia, deviam ter priorizado a transformação digital.

Hoje todas as empresas estão trabalhando para isso. Direcionando esforços, equipes, recursos financeiros, procurando parceiros para seu desenvolvimento.

Quando elas entram para o Distrito, esperam que a gente seja o suporte delas nesta jornada. O Distrito vai ser o parceiro para que a empresa consiga fazer a transformação digital acontecer dentro da organização, conectando-a com o mercado, com soluções que vão resolver algumas dores dos processos internos e acelerar essa transformação.

O Distrito também consegue inserir as empresas em eventos, trazendo assuntos e promovendo trocas e experiências, mostrando elas para o mercado com o viés de inovação.

Marcela: Eu vejo que há uma grande preocupação nas empresas em melhorar processos, serviços, produtos, condução dos times para melhorar sua performance, para se mangter competitiva. Elas entendem a importância da transformação digital nisso. Elas enxergam valor, mas muitas vezes têm alguma dificuldade para começar a realizar essa mudança. 

Hoje, há uma grande valorização da transformação digital, e é por isso que algumas empresas vêm até o Distrito, para que a gente possa dar esse suporte e tornar isso possível.

2. Como surgiu o Corporate Success no Distrito?

Gustavo: Cada vez mais a gente enxergava Corporate Success como uma área que precisava de um atendimento exclusivo, mais específico. Era feito, mas não era possível fazer com a excelência que a gente queria e que as grandes corporações demandam, um relacionamento direto e constante. Isso precisa acontecer.

Então o Distrito resolveu olhar para isso e ter um time exclusivo, focado para se relacionar com essas empresas. Com o tempo, o Distrito percebeu que a área precisava construir um playbook para poder atingir a excelência e garantir o sucesso na jornada do cliente conosco. Assim, começamos a montar o time, criar processos, padrões. São 26 empresas que passam a receber um atendimento diferenciado por meio do Distrito. 

Hoje enxergamos que essas atividades são fundamentais. Acreditamos que temos muito a crescer entregando mais valor ao cliente, porque cada vez que entendemos a realidade de uma corporate, entendemos  o quanto temos para construir juntos, para aperfeiçoar processos, conexões etc. 

O que as empresas que estão com o Distrito pensam

Inovação é olhar para as pessoas. Engana-se quem acredita que inovar está apenas relacionado com o desenvolvimento de um novo produto. Para Ligia Esquerdo, gerente de Gestão de Pessoas na RTM, maior provedora de serviços para integração do mercado financeiro, só o desenvolvimento das pessoas pode gerar inovação. “Neste sentido, o Distrito tem nos ajudado muito na campanha que estamos realizando com os nossos colaboradores para aculturamento interno, conhecido como ‘Inove’ por aqui. Através da realização de webinars, tem mostrado a importância de pensar diferente, gerar novas ideias, de colaborar, de ser protagonista da própria carreira, trazendo conteúdos riquíssimos e aplicáveis sobre gestão do tempo e novas metodologias, além de cases de sucesso.  A cada encontro, percebemos o aumento da participação e entusiasmo do nosso time com o programa”.

Outro ponto muito importante para as empresas é mapear e entender o ecossistema de inovação, como as startups atuam e qual é o cenário atual. “O acompanhamento feito pela área de Corporate Succcess do Distrito é um dos ingredientes de sucesso para nosso posicionamento de inovação no mercado estar cada vez mais forte. É através do acompanhamento estruturado que conseguimos maximizar o entendimento do complexo ecossistema de inovação de saúde brasileiro e priorizar nossas demandas já declaradas a Distrito”, complementa Iomani Engelmann, Diretor de Marketing & Novos Negócios, da Pixeon.

Para Paulo Bernardo, Analista de Inovação do Grupo Mafra, o início da atuação do Corporate Success do Distrito foi um divisor de águas para a estratégia da companhia. “Além de termos sugestões de conexões que são mais delineadas e aderentes ao nosso negócio, o ritmo de iniciativas que geraram impactos positivos cresceu bastante durante esse período. Para nós do Grupo Mafra, o Distrito passa de um ambiente onde startups se conectam para ser um agente ativo de transformação e engajamento da Inovação Aberta dentro de nossa companhia, atuando à nível multissetorial. E quando olhamos pelo lado das startups, o CS também tem sido responsável por nos engajar em pautas de mentoria sobre processos e o mercado da saúde. A criação desse time foi um ganha-ganha efetivo para toda a comunidade”, comenta.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow