arrow Voltar
Diversidade no ecossistema: a importância da inclusão social no fomento de soluções inovadoras

Diversidade no ecossistema: a importância da inclusão social no fomento de soluções inovadoras

A sociedade precisa de empreendimentos com soluções inovadoras e disruptivas e, por trás dessas ideias empreendedoras com alto impacto social, é necessário existir um ecossistema diverso e inclusivo, já que a invenção criativa se expressa à medida que exista uma singularidade de pessoas com vivências variadas e perfis diferentes para sua construção. Mesmo apresentando menos […]

28 de junho de 2021 4 min de leitura
time

Artigo atualizado 28 de junho de 2021

A sociedade precisa de empreendimentos com soluções inovadoras e disruptivas e, por trás dessas ideias empreendedoras com alto impacto social, é necessário existir um ecossistema diverso e inclusivo, já que a invenção criativa se expressa à medida que exista uma singularidade de pessoas com vivências variadas e perfis diferentes para sua construção.

Mesmo apresentando menos barreiras no ingresso ao mercado em comparação a empresas tradicionais, o ecossistema empreendedor ainda não apresenta uma ampla representatividade de especificidades. O Female Founders Report mostrou que startups ainda são majoritariamente lideradas por homens brancos de classe social média ou alta. 

Hoje, dia 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, nós, do Distrito, reiteramos nosso compromisso ao fomento da multiplicidade de soluções na gênese do ecossistema de inovação, pois acreditamos que só a construção de equipes heterogêneas em raça, orientação sexual, idade, gênero, classe sociais e com backgrounds culturais diferentes, podem proporcionar projetos originais, inovadores e adequados a múltiplos públicos. 

Enquanto estimuladores de uma comunidade com mais de 650 startups ativas, destacamos a seguir duas startups residentes do Distrito for Startups com soluções pensadas por equipes diversificadas e com soluções que levam a maior inclusão de grupos com dificuldades de inserção e com suas necessidades pouco priorizados dentro do mercado como um todo. 

Para representar a promoção da igualdade, entrevistamos os fundadores das empresas Creators, Nohoa Arcanjo e H&H Entretenimento, Fernando Scarpi, para exemplificar concretamente o que são iniciativas que promovem inclusão social para dentro do ecossistema e da sociedade. Afinal, enquanto empreendedores, suas motivações estão alinhadas à necessidade de resolver problemas sociais com lacunas para serem repensadas.

H&H Entretenimento

1.      Quais são as políticas de diversidade da H&H Entretenimento?

A H&H Entretenimento tem em seu DNA a diversidade e o relacionamento com o público LGBTQIA+. A nossa missão já traduz este posicionamento, pois a empresa foi criada inspirada no festival HELL & HEAVEN. Desde o início definimos uma estratégia clara de diversificação de nossas áreas de negócio, seguindo nosso posicionamento de proporcionar turismo e entretenimento ao mercado LGBTQIA+. 

Focamos tanto nacional quanto internacionalmente, colocando o Brasil em evidência na cena mundial, contando com experiências vanguardistas e marcantes, tendo como pilares a música, gastronomia, artes, cultura, estilo de vida e bem-estar, tanto para nossos clientes, quanto para nossos parceiros, colaboradores e fornecedores. Somos exclusivos, porém não somos excludentes. Temos a missão de não somente cultivar passageiros, mas acima de tudo cultivar fãs.

2.      Qual a preocupação dos fundadores em priorizar a diversidade entre os colaboradores?

No nosso caso a diversidade é inversa, pois em nossos quadros de colaboradores temos (ou já tivemos) não só gays, lésbicas, mas também héteros! Buscamos em nossos festivais sempre pluralizar ao máximo todos os nossos conteúdos de entretenimento, por mais que lidamos com alguns nichos muito específicos de público dentro de cada letra da sigla LGBTQIA+.

3.      A solução da H&H Entretenimento se relaciona com o público LGBTQIA+?

Depois de mais de uma década, a H&H está em uma nova fase de excelência, expandindo suas áreas e unidades de negócio para novos setores dentro do mercado de entretenimento e turismo no Brasil e no exterior. Temos a visão de nos consolidarmos como referência, como um selo de qualidade, comprometidos com a diversidade, o bem-estar e a vida de nossos clientes e de nossa comunidade.

Mais do que valores, a H&H possui pilares fundamentais de sua essência, dentre eles, podemos citar: alegria, amizade, confiança, credibilidade, criatividade, desafio, diversão, diversidade, emoção, energia, experiência, gratidão, inovação, liberdade, magia, profissionalismo, qualidade… enfim, criação de momentos e memórias únicas e inesquecíveis.

4.      Apresente a H&H Entretenimento e sua solução/ modelo de negócio.

Acredito que a melhor apresentação seria nosso manifesta do “Planeta H&H”: nascemos com o propósito de quebrar barreiras, proporcionar ao público a liberdade de estar em um lugar mágico, trazendo grandes espetáculos em um ambiente com uma atmosfera emocionante, criando um planeta com uma realidade paralela, onde pessoas interagem entre si como se fossem uma grande família, conectando novos e velhos amigos.

Nos transformamos em uma plataforma multicultural, não só com festas, mas também com grandes experiências. Somos uma energia que faz tudo ser possível. Saímos de nossa zona de conforto há mais de uma década para criar um novo mercado, um lugar onde as pessoas pudessem ser livres e serem quem elas realmente são. Para nós da H&H, não existe gratidão maior do que o brilho no olhar de nossos passageiros depois de cada edição, não existe gratidão maior quando ouvimos que os melhores dias do ano são em nossos festivais.

Creators

  1. Quais são as políticas de diversidade da Creators?

Na Creators temos uma política bem clara não apenas sobre diversidade mas sim sobre proporcionalidade. Pois é preciso definir a proporção de cada vertente da diversidade. 

Hoje nosso time de nove pessoas, inclui: cinco mulheres, sendo três delas mães, duas pessoas LGBTQIA+, três pessoas negras e dois homens brancos héteros.

  1. Qual a preocupação dos fundadores em priorizar a diversidade entre os colaboradores?

A preocupação é total e cada processo seletivo que abrimos sempre priorizamos incluir perfis de candidatos diversos para manter a proporcionalidade de cada vertente da diversidade. O único cargo de liderança da nossa startup é ocupado por uma mulher e mãe. Já tivemos uma colaboradora mulher trans e isso foi transformador pra gente. Ele acabou recebendo outra proposta que não conseguimos cobrir, mas o tempo que trabalhamos juntas foi magnífico e de muito aprendizado para mim. 

  1. A solução da Creators se relaciona com o público LGBTQIA+?

Nossa solução de matches de talentos no formato Plug & Play se relaciona com todas as esferas da diversidade, pois como temos um produto híbrido que mistura curadoria humana + algoritmos inteligentes conseguimos entregar um shortlist diverso para todas as vagas que trabalhar aqui na Creators.  

  1. Apresente a Creators e sua solução/ modelo de negócio.

A Creators é uma HRTech que conecta influencers e talentos da indústria criativa a grandes empresas no formato Plug & Play, através de algoritmos inteligentes e curadoria especializada. 

Fundada em 2017 por Rodrigo Allgayer e Nohoa Arcanjo, em 2019 a startup foi investida pela holding Flagcx, maior grupo independente de comunicação da América Latina. Passou por 2 programas de aceleração do Google for Startups e recentemente recebeu investimento através do Black Founders Fund, também do Google. 

Hoje a rede conta com cerca de 3.000 talentos validados e mais de 60 clientes ativos, dentre eles marcas como Google, Pernod Ricard, VMLY&R, Vice, Wildlife Studios, e agências como Soko e cubocc. Nesta breve jornada a startup  fez mais de 1.500 matchs com um ticket médio de R$ 7.400,00.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow