arrow Voltar
Fique por dentro do Retailtech Summit

Fique por dentro do Retailtech Summit

Saiba quais foram os principais temas do maior evento de tecnologia do varejo! Muito tem se discutido sobre o futuro do varejo e as movimentações das grandes varejistas rumo ao digital. Esse é um setor que tem demonstrado alto potencial e vem mudando constantemente para se adaptar às mudanças que a pandemia gerou na economia […]

10 de março de 2022 5 min de leitura
time

Artigo atualizado 10 de março de 2022

Saiba quais foram os principais temas do maior evento de tecnologia do varejo!

Muito tem se discutido sobre o futuro do varejo e as movimentações das grandes varejistas rumo ao digital. Esse é um setor que tem demonstrado alto potencial e vem mudando constantemente para se adaptar às mudanças que a pandemia gerou na economia brasileira.

O ano de 2021 foi sem dúvidas o maior para o ecossistema brasileiro de startups como um todo, com mais de US$ 9,4 bi investidos – um aumento de 165% frente a 2020, e 10 novos unicórnios surgiram no mercado. 
Considerando o cenário global, o Brasil conquistou grande relevância frente aos maiores investidores de capital de risco do mundo. De fato, nosso país assumiu posição de destaque internacionalmente. Dentro desse ecossistema de crescimento exponencial, um dos setores que mais se destaca é o de varejo tech.


Considerando o setor expandido – que diz respeito às startups que se enquadram em dois ou mais subsetores -, foram investidos mais de US$ 2,5 bi – aumento de 263% em relação a 2020 – em mais de 100 rodadas. 

Além disso, dentre os dez novos unicórnios brasileiros citados, 4 deles estão diretamente ligados ao setor de retailtech, em especial ao segmento de e-commerce.

E, em relação às fusões e aquisições, vimos um ano de grande atividade com aumento de mais de 45% em relação a 2020, com 44 M&As de startups registrados para o varejo. Além disso, 3 empresas com forte impacto no setor realizaram IPO: Infracommerce, VTEX e Clearsale, mostrando, novamente, a força e relevância do e-commerce.

O grande volume de capital e atividade ilustra o amadurecimento do varejo tech ao longo do último período, além de apontar para um horizonte em plena expansão.

Descubra como startups, corporações e investidores estão mudando o cenário do varejo no Brasil e no mundo por meio da inovação aberta. Participe do Retailtech Summit e fique por dentro das principais ferramentas de inovação para o setor, além de contar com a presença e experiência dos mais relevantes players do cenário brasileiro. 

O que você encontra no Retailtech Summit

  • Como as Retailtechs estão mudando a experiência do cliente
  • Como é o consumidor do futuro
  • Tecnologias inovadoras para o ramo do varejo
  • Porque a inovação e a experiência do cliente estão totalmente conectadas
  • Como ampliar e melhorar o UX da sua marca

Confira a programação

16h00 | Abertura

16h05 | Futuro do Varejo e o IoT, com Marcelo Tripoli, fundador e CEO na Zmes.

Marcelo Tripoli foca a sua palestra principalmente na questão geracional, as principais diferenças entre o mercado atual que está sendo dominado pela geração Z e Millennials, e como seus hábitos de consumo já estão alterando a jornada de compras. Entre as principais mudanças mencionadas pelo palestrante, o destaque fica para a integração de ferramentas de gamificação, socialização e comunidade dentro das plataformas de compras. Tripoli ainda acrescenta que a omnicalidade já não é mais um diferencial, e sim um requisito básico.

16h35 | Físico + digital: a tecnologia no novo Phygital, com a participação de Ricardo Bolsoni, Gerente Executivo de Inovação e Eficiência Operacional da VIA; Juliana Oizerovici, Head de Novos Negócios e Open Innovation na Raia Drogasil; Bruna Palma, Head de e-Commerce na Danone; e, Marcelo Ramalho, CEO na Provu.

Nesse painel com especialistas atuantes em grandes plataformas nacionais de varejo, a questão do Phygital foi discutida sob a perspectiva da área farmacêutica, alimentícia, varejo de eletrônicos e financeiro. Na conversa, foi reforçado a importância do setor de logística para coordenar tanto questões de estoque e distribuição, e também a necessidade de dispor de mecanismos em ambientes físicos que auxiliem os clientes a encontrarem os produtos, assim como acontece em plataformas online. Dessa maneira, além da loja poder estudar quais são os produtos mais pesquisados em lojas físicas e poder preparar um estoque de antemão, é possível também oferecer entregas expressas para itens que estão em falta na unidade física.

17h05 | Plataformas de e-commerce na revolução do mercado, com Guilherme Pedroso, Country Manager Brasil na Nuvemshop; André Fonseca, Co-Founder e CEO da Bornlogic; e, Marcelo Fischer, Business Development Manager na Shopify.

Grandes marcas do e-commerce comentam sobre a transformação interna que empresas que oferecem serviços de varejo digital tiveram que passar nos últimos dois anos, devido a alta demanda de entregas e a necessidade de expandir a área geográfica de atuação. Entre os pontos reforçados, um dos que mais recebeu destaque foi a renovação das competências e soft skills que começaram a ser exigidas dos funcionários que trabalham nessas empresas, como habilidades de socialização e inteligência emocional.

17h35 | Favela Tech: Varejo chegando a todos, com Giva Pereira, Founder e CEO da Favela Brasil Xpress; Natalia Carneiro de Menezes, Gerente da Fundação Casas Bahia; e, Lucas Fiorotto Campina, Gerente Executivo de Transportes na Via.

Na discussão desse case da Favela Xpress, o CEO da startup de last mile Gui Pereira e representantes da Casas Bahia e Via comentam a importância de incluir regiões periféricas dentro da área de atuação das empresas, uma vez que os moradores dessas comunidades também devem se sentir parte da sociedade e serem contemplados por serviços de entrega.

18h05 | Transformação digital: como o varejo está se conectando com startups, com Larissa Gatti, Líder de Startups e Inovação Aberta no iFood; João Henrique D’Elia Bizarro, Head de Inovação e Novos Negócios no Turbo no Grupo Ipiranga; e, Joao Luiz Evangelista Barbosa, Head de Planejamento Estratégico e Inovação na Cia Hering.

Para implementar a inovação aberta em grandes empresas, algumas marcas optam por recorrer a outras startups para reforçar a cultura e aplicarem tecnologias em seus processos. Nessa Roda de conversa, heads de inovação do iFood, Hering e Ipiranga comentam sobre como essas colaborações ocorreram e como eles passaram a oferecer serviço de inovação para seus próprios clientes e franquiados também através de colaborações com startups. Um ponto em comum entre todas as empresas foi, para além de implementar tecnologias, trazer a inovação digital também por meio da diversidade dentro de seus quadros de funcionários.

18h35 | Tech em logística: A revolução no varejo

Com a popularização do e-commerce nos últimos anos, o setor de logística e entrega sofreu um grande aumento de demanda, tanto de volume como de agilidade. Nessa conversa, o Distrito traz o case do Equilibrium, logtech que recentemente foi adquirida pelo Grupo Boticário. A startup criou uma plataforma de conexão entre varejistas e empresas logísticas, permitindo que haja uma transição de empresas que desejam adotar a transformação digital de forma mais fluida e natural. Durante a conversa, Marcos Arantes revela que há uma segunda onda de inovação digital chegando para os varejistas através do aprimoramento e otimização da parte logística, ao contrário da primeira que estava focada em plataformas digitais de e-commerce.

18h50 | Entrega rápida e experiência do consumidor: Fulfillment e Fullcommerce

Com a participação de Vinícius de A. Maranhão, Sócio Diretor da CNT.

Ainda falando sobre logística, Vinícius de A. Maranhão, Sócio Diretor da CNT, comenta sobre os desafios de escalonar o negócio e agir com agilidade e eficiência dentro de um país de medidas continentais, porém com infraestrutura e malha rodoviária defasada. Um dos maiores desafios da área, de acordo com Vinícius, é elaborar planos logísticos que sincronizem não só as entregas de maneira ágil, mas também que distribua de maneira inteligente os depósitos e centros de distribuição pelo país, e assim conseguir escalonar os negócios da empresa.

19h15 | Moda circular – A atuação das Fashion Techs, com Danilo Martinho, Chief Operating Officer na Repassa; Ana Teresa Saad, Co-Founder na Clorent; e, Luanna Toniolo, CEO na TROC.

A indústria têxtil é uma das mais poluentes do mundo, e justamente pensando em diminuir o impacto ambiental, empresas estão investindo em moda circular — técnica focada no ciclo de produção da peça, buscando fontes certificadas para a coleta de matéria prima, produção ética com mão-de-obra bem paga, e distribuição e venda de maneira ecológica, pensando também na forma de como esse produto será descartado ou reutilizado. Para aprofundar sobre esse assunto, o Distrito trouxe startups que atuam na área através da comercialização e reaproveitamento de roupas de segunda mão.

19h45 | Varejo no Metaverso, com Marie Timoner, Head de Business Development na Lojas Renner S.A.

O metaverso é um tema que está em voga no momento, principalmente sob a ótica de omnicalidade. Marie Timoner, Head de Business Development da Renner, reforça que o objetivo principal de investir nessa área é oferecer uma experiência cada vez mais completa e encantadora para o cliente, e não apenas estar presente de forma passiva em outras mídias. Dentro desse aspecto de experiência, ela cita como a integração de mídias digitais como games e metaverso podem acrescentar na vivência do cliente, associando a marca a momentos de lazer e descontração e não apenas a gasto financeiro.

20h05 | Encerramento


Leia também: 5 tendências que estão influenciando o futuro do varejo


Posts recomendados

Acesse o blog arrow