arrow Voltar

Gympass foca em estratégia para tornar operação mais digital frente ao covid-19

Frente às dificuldades enfrentadas pelo mercado fitness nos últimos meses nesse contato do novo coronavírus, como o fechamento de academias levando as pessoas a permanecerem em casa, o Gympass ajustou todo seu modelo de negócios para dar suporte a ginásios, profissionais independentes e parceiros a combater a crise em todo o Brasil. De forma gratuita, […]

16 de junho de 2020 2 min de leitura
time

Artigo atualizado 16 de junho de 2020

Frente às dificuldades enfrentadas pelo mercado fitness nos últimos meses nesse contato do novo coronavírus, como o fechamento de academias levando as pessoas a permanecerem em casa, o Gympass ajustou todo seu modelo de negócios para dar suporte a ginásios, profissionais independentes e parceiros a combater a crise em todo o Brasil.

De forma gratuita, simples e totalmente online, o aplicativo está ajudando os mais de 23 mil parceiros e academias a oferecerem aulas ao vivo para a sua base de usuários. A estratégia do Gympass é se utilizar de toda a tecnologia e serviço que possui para adaptar o modelo de negócio e deixar de ser dependente, por enquanto, de locais físicos.

Dessa forma, a empresa não é tão afetada pela situação atual e também consegue prestar serviço e ajudar todos seus parceiros a escalarem o negócio, de forma digital, e assim fazer com que o prejuízo financeiro não seja maior.

Ao analisar a estratégia, percebemos o quão ela é importante para toda a cadeia tanto o Gympass, que precisa trazer benefícios e diferenciais aos seus usuários, quanto para toda a rede de parceiros, como profissionais autônomos, academias, ginásios, entre outros. É a oportunidade desses players crescerem digitalmente e alcançarem um número maior de clientes, já que não possuem as restrições do espaço físico.

Eaí, já conferiu nosso canal no youtube?

Leandro Caldeira, CEO do Gympass na América Latina, afirma que a empresa priorizou velocidade e não mediu esforços para ajudar seus parceiros. “Não sabemos quanto tempo a crise vai durar. Nem quanto tempo levará para o comportamento do usuário voltar ao normal, mesmo depois que academias e estúdios puderem abrir novamente. Mas acreditamos que é mais importante do que nunca que as pessoas permaneçam ativas e saudáveis mental e fisicamente falando. Ajudar na adaptação de estúdios e academia terá um papel importante para alcançarmos esse objetivo“.

Segundo divulgação do Gympass, mais de 2.000 parceiros começaram a transmitir aulas ao vivo, incluindo empresas como Just Run, PlayTennis, Ride State, entre outras. Em abril, foram agendadas mais de 50.000 aulas. “Em momentos de isolamento social, acreditamos fortemente que o cliente é alcançado através de diversas plataformas digitais. A Bunker sempre fez bom uso desses meios e agora ela se faz ainda mais necessária para manter o cliente ativo através de treinos personalizados em conjunto com profissionais e vários alunos. O Gympass se tornou um grande fomentador e parceiro por conseguir juntar nesse ambiente o cliente em nossas salas de aula virtuais. Acreditamos que, mesmo após o isolamento social, esse será mais um novo meio de estar presente e criar experiência na vida do aluno”, aponta David Gonçalves, CEO da Bunker Crossfit.

Veja também a entrevista completa com João Thayro, um dos fundadores da Gympass, que contou sobre o negócio, planos futuros e estratégia da empresa.

Cadastre-se para receber gratuitamente atualizações quinzenais sobre as verticais de sua preferência. Faça sua inscrição nas Inside News do Distrito.



Posts recomendados

Acesse o blog arrow