arrow Voltar
Família se preparando para o final de ano, finalizando a montagem da árvore de natal. Essa é uma das épocas importantes para as retailtechs

Como as retailtechs estão se preparando para o Natal e Ano Novo

O Natal está entre as datas mais lucrativas para o varejo. E, em um ano atípico como 2020, a espera é ainda maior, com os varejistas buscando recuperar os prejuízos trazidos pela pandemia.  Entre as retailtechs, startups que atuam no varejo, a expectativa também é grande. Por conta da necessidade de distanciamento social, as compras […]

23 de dezembro de 2020 4 min de leitura
time

Artigo atualizado 23 de dezembro de 2020

O Natal está entre as datas mais lucrativas para o varejo. E, em um ano atípico como 2020, a espera é ainda maior, com os varejistas buscando recuperar os prejuízos trazidos pela pandemia. 

Entre as retailtechs, startups que atuam no varejo, a expectativa também é grande. Por conta da necessidade de distanciamento social, as compras online explodiram, fazendo com que os negócios que oferecem soluções para infraestrutura de lojas virtuais se destacassem. 

Prova disso é que as startups brasileiras voltadas a construir soluções para o varejo bateram recordes de investimentos neste ano. Foram 542 milhões de dólares em investimentos recebidos até novembro, conforme dados do relatório Inside Retailtech.

Ainda segundo o levantamento, as categorias que mais se destacaram foram as que oferecem soluções para infraestrutura de e-commerce e auxiliam na construção e melhoria da eficiência dessas lojas online.

Para entender a importância do Natal e do Ano Novo para o varejo em 2020 e saber quais são os desafios e resultados esperados, conversamos com os fundadores de três retailtechs integrantes do programa Distrito For Startups. Veja o que eles nos contaram.

O que as retailtechs têm a dizer sobre o período de Natal e Ano Novo

Para o CEO da Ouvi, Tore Haugland, a pandemia exigiu escolhas difíceis da parte dos varejistas. “Se, por um lado, o setor precisa gerar fluxo para vender e conseguir manter a empregabilidade, por outro, este mesmo impulso pode gerar aglomerações e ajudar na disseminação do vírus”, explica.

Diante desse cenário instável, a startup dele, que atua na geração de fluxo para lojas físicas, resolveu abrir mercado em outros países. “Em agosto, escolhemos iniciar nossa atuação na Noruega, onde o varejo segue funcionando normalmente, seguindo todos os protocolos de segurança e com público seguindo corretamente as novas regras”, conta.

Para o CEO da Ouvi, tecnologias adotadas rapidamente durante a pandemia, como pagamentos por aplicativo e QR code para acessar cardápios digitais, vieram para ficar. Essa transformação digital acelerada faz com que o varejo precise de novas ferramentas, abrindo ainda mais espaço para as retailtechs. 

“Estamos esperando um 2021 próspero. A pandemia gerou demanda por uma forma mais humanizada de se relacionar com o consumidor e, assim que as vacinas chegarem, acreditamos que mais e mais varejistas vão querer lançar campanhas promocionais controladas e direcionadas para quem realmente interage com a marca”, conclui.

Jansen Moreira, CEO da Incentive.me

Jansen Moreira, CEO da Incentive.me

A Incentive.me é uma rede de incentivos de vendas que conecta as empresas aos vendedores dos seus canais de vendas. 

Conforme o CEO da retailtech, Jansen Moreira, nesse modelo B2B em que atua, o Natal é um pouco diferente: esse é o período em que as novas negociações esfriam, já que todos os clientes em potencial olham para dentro para correr atrás dos próprios resultados. “Dessa forma, nós da Incentive.me também olhamos para a operação dos nossos clientes a fim de apoiá-los”, explica. 

No Natal, a startup busca triplicar o volume de premiações entregues em comparação com outros meses do ano. Como a Incentive.me triplicou de tamanho em 2020, nossa expectativa é de entregar 9 vezes mais prêmios no Natal de 2020 do que em um mês médio de 2019″, conta Jansen Moreira.

Para o CEO, o aprendizado trazido pela pandemia foi o de que as vendas vão acontecer onde o cliente estiver. Por isso, o varejo precisa estar preparado para atender a demanda de compra por onde quer que ela venha.

Fabio Carneiro, Head Comercial e Atendimento da Promobit

Fabio Carneiro, Head Comercial e Atendimento da Promobit

Na comunidade de ofertas Promobit, criada para ajudar as pessoas a economizarem nas compras, o Natal é a segunda data mais importante do ano, perdendo apenas para a Black Friday. A plataforma tem 1.4 milhões de usuários cadastrados e no último mês recebeu mais de 5 milhões de visitas.

“É um momento de presentear, e as pessoas compram produtos para os outros e até para elas mesmas. Além disso, é uma oportunidade que o varejo tem para limpar o estoque no final do ano”, conta o Head Comercial e Atendimento da Promobit, Fabio Carneiro, sobre a importância do Natal.

Durante a pandemia, um desafio enfrentado pela startup foi o planejamento. “Os produtos que vendiam muito ao longo do final dos anos anteriores deixaram de ser o carro chefe desse ano”, explica.

Para o fundador, o distanciamento social ocasionado pela pandemia levou muito mais gente a comprar pela internet. Se antes da pandemia o digital era um canal usado para comprar eletrônicos, principalmente na Promobit, hoje as compras online estão muito mais diversificadas. 

“Podemos pontuar que itens de mercado cresceram bastante nesse período e acredito que isso seja uma tendência que irá se manter e crescer nos anos seguintes, pós pandemia”, conclui.

Conheça o Distrito for Startups

As startups entrevistadas para esse texto fazem parte do Distrito for Startups, plataforma desenvolvida para ajudar empreendedores a resolverem os maiores desafios de seus negócios com a ajuda de grandes especialistas no assunto. Para isso, o programa conecta donos de startup a mentores, investidores, parceiros de tecnologia, especialistas em negócios, grandes corporações, eventos e universidades. 

Quer saber mais sobre retailtechs e outras verticais? Então visite a página do Distrito for Startups. Você também pode testar a plataforma gratuitamente por 14 dias.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow