A plataforma e hub de inovação Distrito e a Parallax Ventures fecharam uma parceria estratégica. O objetivo é investir até R$ 10 milhões em fintechs nacionais.

O intuito é aplicar o recurso em startups que estejam em seus períodos iniciais de desenvolvimento (fases chamadas de Seed e Series A). Inclusive, falamos em um artigo sobre os tipos de investimento que existem.

De acordo com Gustavo Gierun, co-fundador do Distrito, o montante seria utilizado para investir em um número de cinco a 20 startups. Elas já devem ter passado pela fase de teste do produto e precisam de impulso para acelerar o crescimento. Caso haja necessidade, o valor aportado pode ser ampliado.

“Queremos encontrar as melhores oportunidades de negócio em conjunto”, comenta Gierun. “O anúncio de hoje é só o primeiro de uma série”, completou Fabio Dutra, co-fundador da Parallax.

A aposta no segmento financeiro se deve a três fatores:

  • Quantidade e maturidade dos empreendedores se dedicando às soluções das ineficiências do mercado
  • Evolução da regulação brasileira
  • Avanço do Open Banking e alta concentração de mercado o que gera oportunidades de grande potencial.

A parceria tem um modelo de decisões compartilhadas e alocação de capital flexível. Isso mantém a governança adequada sem perder agilidade necessária no dia a dia.

Parceria estratégica

A parceria vem num momento em que o Distrito e a Parallax tem como foco desenvolver fintechs. Queremos fazer o Brasil se destacar nesse cenário.

Desde seu início, em 2018, a Parallax já desembolsou aproximadamente R$ 13,5 milhões para capitalizar seis startups. Dessas, cinco são fintechs (CERC, Monkey, goLiza, Ali Crédito e Asaas) e uma é HealthTech (Bright). “A combinação do nosso know-how, conhecimento do setor, rede de relacionamentos e disponibilidade de capital com a estrutura e competência da Distrito otimizam o ciclo de crescimento sob o ponto de vista das startups“, afirma Dutra.

Já o Distrito, que foi fundado há quatro anos, converteu-se numa plataforma de inovação aberta.

Além disso, fomos um dos primeiros investidores da Neon e lançamos o primeiro campus dedicado a fintechs.“Nossa parceria estratégica nesse ecossistema certamente irá ajudar a atrair e avaliar os melhores candidatos a receber investimento”, detalhou Gierun.

Tese de investimento do Fundo

Assim, como já falado anteriormente, a tese de investimento do fundo, composto pelo Distrito e Parallax Ventures, se resume a investir em startups que estejam em seus períodos iniciais de desenvolvimento (fases chamadas de Seed e Series A).

Dessa forma, o tamanho do aporte varia de R$ 500 mil (ticket mínimo) e R$ 5 milhões (ticket máximo). Os critérios para as startups são:

  • Claridade de propósito;
  • MVP pronto e validado para o mercado;
  • Modelo de negócios comprovado;
  • Time com experiência, compromisso e resiliência;
  • Tração impressionante.
Cadastre sua fintech