arrow Voltar
Lean Construction: o Sistema Toyota de Produção (STP) na construção civil

Lean Construction: o Sistema Toyota de Produção (STP) na construção civil

Nos últimos anos, devido ao aquecimento do setor da construção civil, as obras e contratos do mercado passaram por uma grande mudança, com exigências de redução de prazos e custos, o que tornou fundamental a necessidade de soluções inteligentes para melhorar a eficiência operacional dessa indústria. É dessa ‘dor’ que vem a implantação de um […]

10 de setembro de 2021 3 min de leitura
time

Artigo atualizado 10 de setembro de 2021

Nos últimos anos, devido ao aquecimento do setor da construção civil, as obras e contratos do mercado passaram por uma grande mudança, com exigências de redução de prazos e custos, o que tornou fundamental a necessidade de soluções inteligentes para melhorar a eficiência operacional dessa indústria.

É dessa ‘dor’ que vem a implantação de um método mundial para otimizar processos, logísticas e prazos: o Lean Construction. O método está no mercado brasileiro há mais de vinte anos e já foi utilizado em alguns contratos da Engeform Engenharia para otimizar os recursos, tornando a execução das atividades mais enxuta e veloz.

Mas afinal, o que é Lean Construction?

O Lean Construction, ou ‘construção enxuta’, é uma filosofia fundamentada na capacidade de eliminar desperdícios e evitar atrasos, trabalhando de forma contínua e sistemática.

Baseado nas premissas do Sistema Toyota de Produção (STP), o pesquisador Lauri Koskela aprimorou essa técnica, adaptando o Lean (‘enxuto’) à indústria da construção civil. Com isso, Koskela definiu onze princípios a ser aplicados nos empreendimentos, todos diretamente ligados aos conceitos do modelo STP.

A imagem mostra os onze princípios do Lean Construction

Principais técnicas e ferramentas

‘O Lean é uma forma de pensar, e não simplesmente um software que se implanta e treina os funcionários. Se de um lado não precisamos investir grandes recursos em tecnologia, do outro temos que incentivar a equipe a pensar dessa forma, o que leva tempo e dedicação’, explica Richard Narazaki, gestor do Negócio da Engeform Engenharia à frente do projeto de implantação do Lean na empresa.

Algumas ferramentas e técnicas são boas aliadas para tornar essa mudança de pensamento do time possível:

  • Linha de balanço: método gráfico que leva em consideração o caráter repetitivo das atividades
  • Kanban: consiste em um quadro e um conjunto de cartões coloridos que são utilizados para controlar a ordem dos trabalhos de um processo sequencial
  • Kaizen: palavra japonesa que significa ‘Mudança para Melhor’. O seu objetivo é reduzir desperdícios e melhorar a produtividade
  • Ciclo PDCA (Plan, Do, Check e Act): assim como o Kaizen, um dos seus objetivos é aprimorar os processos por meio da melhoria contínua

Como implementar o Lean Construction nos canteiros

O modelo de construção enxuta é focado em planejar e gerir a produção de todas as etapas da obra. Para garantir o ritmo e cumprimento dos prazos, é fundamental que toda a operação esteja alinhada com os conceitos do Lean, o que vai muito além do canteiro em si. Para o método funcionar, é importante que não só as diversas áreas da empresa estejam alinhadas, mas também que a rede de parceiros e fornecedores faça parte do fluxograma.

‘Conseguir colocar todos os interessados na mesma página, colaboradores próprios e empresas parceiras ou prestadores de serviço é peça-chave na implantação do Lean Construction. Por ser um processo que atravessa toda a cadeia de produção e expõe as ineficiências de cada etapa, o questionamento da validade dessa mudança pode acontecer’, alerta Eduardo Rossetti, diretor de Negócios da Engeform Engenharia.

O que acontece nos canteiros é o famoso pensamento de que ‘em time que está ganhando, não se mexe’. Então, para que mudar?

A resposta é muito simples: porque poderia estar ganhando mais! ‘O mercado hoje não tolera desperdícios, ociosidade ou excessos. As margens estão cada vez mais apertadas e os recursos devem ser utilizados de forma racional. Essa quebra de paradigmas demanda tempo e investimento, mas a partir do momento em que o resultado aparece, é um caminho sem volta. Todos buscarão trabalhar dessa maneira para garantir resultados cada vez melhores’, pontua Rossetti.

O Lean Construction na prática

Para a Engeform Engenharia, com quase 45 anos de história, unir tradição e soluções inovadoras já faz parte do planejamento estratégico. Como uma das maiores construtoras hospitalares do país, a empresa utiliza o Lean Construction na construção dos hospitais para otimizar prazos e reduzir desperdícios.

Sobretudo com a pandemia causada pela Covid-19, entregar hospitais antes do prazo se tornou um pedido do cliente. No ano passado, com a adoção do Lean, a companhia antecipou a entrega do Hospital Municipal de Vila Brasilândia, com operação em meio à pandemia. ‘Conseguimos executar os últimos nove meses previstos em apenas seis! Esse sucesso foi obtido por meio de um ritmo ininterrupto e eliminação de possíveis restrições de forma antecipada”, reforça Narazaki.

Já na mais recente entrega, a do Hospital Unimed Vale do Sinos, a utilização do método fez com que a obra de 33 mil m² fosse executada em apenas 22 meses, da fundação até a entrega, garantindo que a empresa e o cliente atingissem os resultados esperados com o negócio.

‘A redução de prazos impacta diretamente na redução de custos. A otimização de recursos, por sua vez, elimina desperdícios. O tempo investido no planejamento e nas opções construtivas também nos possibilita pensar em processos inovadores e sustentáveis”, finaliza Rossetti.

Por Eduardo Rossetti e Richard Narazaki

Posts recomendados

Acesse o blog arrow