arrow Voltar

Carteira digital: saiba o que é e conheça os benefícios da e-wallet

E se você pudesse usar o seu smartphone, que já carrega consigo na maior parte do tempo, também para fazer pagamentos, tudo isso sem precisar de cartão ou cédulas de dinheiro? Bem mais prático, concorda? Pois saiba que isso já é possível por meio das carteiras digitais, ou e-wallets (abreviação de electronic wallet). Um estudo […]

20 de abril de 2020 2 min de leitura
time

Artigo atualizado 20 de abril de 2020

E se você pudesse usar o seu smartphone, que já carrega consigo na maior parte do tempo, também para fazer pagamentos, tudo isso sem precisar de cartão ou cédulas de dinheiro? Bem mais prático, concorda? Pois saiba que isso já é possível por meio das carteiras digitais, ou e-wallets (abreviação de electronic wallet).

Um estudo da Bain & Company aponta que, em 2022, essa tecnologia deve ser usada em 28% dos pagamentos realizados em pontos de venda e em 47% daqueles feitos em e-commerces. E, apesar de ainda estar ganhando popularidade no Brasil, países como a China já fazem largo uso das e-wallets.

Por isso, é importante ficar por dentro. Entenda neste artigo o que são carteiras digitais, como funcionam e quais os seus benefícios. 

O que são carteiras digitais, ou e-wallets

Uma carteira digital é um aplicativo em que o usuário pode adicionar um saldo para fazer pagamentos, seja na internet ou fora dela. Para isso, podem ser usados diversos dispositivos, como smartphone e smartwatch.

Para “guardar” o dinheiro na carteira digital, é possível fazer um depósito ou pagamento de boleto. Também é possível cadastrar cartões de crédito.

Segurança e rapidez são os principais benefícios das carteiras digitais. Afinal, não é preciso ter contato com o dinheiro de papel, nem digitar uma senha. 

Como funcionam as carteiras digitais?

Para funcionar, as e-wallets usam principalmente duas tecnologias: criptografia e NFC (near field communication)

Com a primeira, é possível criar identidades digitais com dados financeiros, tudo sem perder a segurança. Já com o NFC, um chip presente na maioria dos celulares atuais consegue se conectar com as maquininhas de pagamento usando radiofrequência para fazer a transação. 

O pagamento também pode ser feito usando QR Code, mas, nesse caso, a transação é um pouco mais lenta. Vale lembrar que recentemente o Banco Central regulamentou essa questão por meio do BR Code.

Além disso, os softwares de criptografia que criam identidades digitais (tokens) com dados financeiros possibilitaram o surgimento e crescimento das carteiras digitais.

Quais os benefícios das e-wallets

Além da óbvia redução no uso de papel e plástico, temos transações com mais rapidez e segurança, além de uma nova camada de serviços possíveis.

  • O lojista já não precisa ter contato com dinheiro, troco ou com o cartão. Mais fácil, seguro e viabiliza até o autoatendimento;
  • O consumidor não precisa inserir senha (substituída por código PIN gerado na hora, reconhecimento biométrico ou facial);
  • A tecnologia criptografada é, naturalmente, muito mais difícil de clonar que os cartões;
  • As estruturas de programação das e-wallets (API) possibilitam a troca de informações com sistemas de diferentes comércios e prestadores de serviços permitindo o armazenamento e o uso de vouchers para descontos, benefícios, transporte, etc.

10 razões para acreditar no potencial das e-wallets

São muitos os motivos para acreditar no potencial das e-wallets. Veja no infográfico abaixo , realizado pela nossa parceira Venngage, as 10 razões para essa tecnologia ganhar cada vez mais espaço no mercado.