arrow Voltar

Contactless e NFC: uso cresce em 18 vezes e cidade de São Paulo é líder

Dentre as tendências de meio de pagamento atuais, contactless e NFC estão entre as mais citadas.  Não é à toa. De acordo com dados da consultoria da Visa, a Visa Analytics & Consulting, o pagamento por aproximação, como também é chamado, foi usado 18 vezes mais em dezembro de 2018, quando comparado com o mesmo […]

10 de abril de 2020 3 min de leitura
time

Artigo atualizado 10 de abril de 2020

Dentre as tendências de meio de pagamento atuais, contactless e NFC estão entre as mais citadas. 

Não é à toa. De acordo com dados da consultoria da Visa, a Visa Analytics & Consulting, o pagamento por aproximação, como também é chamado, foi usado 18 vezes mais em dezembro de 2018, quando comparado com o mesmo mês do ano anterior. A cidade de São Paulo é a que lidera o uso da tecnologia no país — nela o aumento foi de 30 vezes.

Mas você sabe do que se tratam o contactless e o NFC? Será que são a mesma coisa? E é seguro? Acompanhe o artigo e descubra as respostas para essas perguntas.

Estude o mercado e as tendências de inovação com o Distrito

O que são contactless e NFC?

Primeiro, é preciso dizer que NFC e contactless são dois nomes diferentes para a mesma tecnologia. O Near FIeld Communication, ou contactless (sem contato, em português), é uma forma de pagamento que permite fazer compras sem digitar a senha do cartão — é só aproximá-lo da maquininha. Isso também pode ser feito aproximando o celular.

Os meios de pagamento contactless incluem cartões de crédito e débito, chaveiros, pulseiras ou outros wearables, além de smartphones. Isso é possibilitado geralmente pela tecnologia NFC, que usa radiofrequência para se comunicar com leitores de pagamentos compatíveis, a uma distância de 10 cm ou menos.

No NFC, ou contactless, a conexão é feita por meio de radiofrequência. Para que funcione, é preciso que haja uma distância máxima de 10cm entre os dois aparelhos envolvidos no pagamento.



Brasil ainda caminha para popularizar contactless

Ainda segundo a pesquisa da Visa Analytics & Consulting, o número de pagamentos por contactless ultrapassou mais de 1 milhão de transações mensais no Brasil. Porém ao compararmos o país com outros, como Austrália e Canadá, o hábito de pagar por NFC já é algo comum e natural. Por exemplo, na Austrália, mais de 90% de todos os pagamentos presenciais da Visa são contactless. Além disso, o uso de dinheiro caiu 16% com o crescimento dos pagamentos realizados por aproximação.

Veja abaixo também um infográfico que resume os principais insights da pesquisa:

Infográfico realizado pela De acordo com dados da consultoria da Visa, Visa Analytics & Consulting, o brasileiro usou 18 vezes mais a tecnologia de pagamentos por aproximação quando comparados os meses de dezembro de 2017 e 2018. A cidade de São Paulo lidera o ranking do uso da tecnologia no país, com crescimento 30 vezes maior. Em seguida, ainda em destaque, estão as capitais Curitiba (25 vezes mais), Belo Horizonte (22.7 vezes mais), Belém (22.3), Porto Velho (21.5), Salvador (21.2) e Rio de Janeiro (21.1%).Via. Alguns insights presentes:

Contactless e NFC são seguros?

Uma dúvida comum entre quem conhece essa nova tecnologia é sobre a sua segurança. Afinal, e se eu for roubado ou perder meu cartão, por exemplo, quem o tiver pode sair por aí fazendo compras sem nenhum problema?

Não é bem assim. Primeiro porque, nas transações com cartão, a senha costuma ser solicitada para valores acima de R$ 50. 

É possível, ainda, bloquear o cartão em caso de perda ou roubo — no caso dos bancos digitais, dá para fazer isso rapidamente pelo aplicativo. Por fim, ao frequentar locais de grande movimento — o Carnaval, por exemplo — o usuário pode desabilitar essa função em seu cartão.

Além disso, o aparelho que recebe as informações de pagamento não as armazena.

A vantagem desse tipo de pagamento em relação à tradicional prática de entregar o cartão ao lojista é a rapidez e a segurança – como é uma tecnologia criptografada em constante mudança, é muito mais difícil de clonar, além de mais fácil de bloquear.

Quem já usa contactless e NFC?

No Brasil, a tecnologia já é usada por cartões de crédito como os do Nubank e os do Banco Inter. Boa parte das operadoras de máquina de cartão, como a Stone, também já têm modelos que aceitam o pagamento por aproximação — basta procurar, perto da tela, um símbolo parecido com este abaixo:

Quer saber mais sobre meios de pagamento?

Então baixe o estudo completo do Distrito Dataminer sobre o assunto! Nele, você descobre:

  • Os meios de pagamento mais usados pelos brasileiros
  • Os principais players do mercado
  • O cenário de pagamentos nos e-commerces
  • As principais startups e os unicórnios do setor
  • As tendências de meios de pagamento
  • E muito mais!

Posts recomendados

Acesse o blog arrow