arrow Voltar
Imagem de um campo de turbinas eólicas, uma das formas de energia que visa a sustentabilidade

ESG, TI Verde e Governança sustentável: conheça as melhores práticas

Ser sustentável não é uma questão de escolha atualmente para as empresas. Cada vez mais termos como TI Verde, ESG entre tantos outros estão cada vez mais presentes nas reuniões que pautam o direcionamento estratégico de diversas companhias. Mas o que de fato representam esses termos e o que eles significam? Neste artigo vamos discorrer […]

16 de dezembro de 2020 3 min de leitura
time

Artigo atualizado 16 de dezembro de 2020

Ser sustentável não é uma questão de escolha atualmente para as empresas. Cada vez mais termos como TI Verde, ESG entre tantos outros estão cada vez mais presentes nas reuniões que pautam o direcionamento estratégico de diversas companhias.

Mas o que de fato representam esses termos e o que eles significam? Neste artigo vamos discorrer sobre as principais práticas sustentáveis que as empresas estão adotando para se manterem competitivas no mercado atual. Mas antes disso vamos entender o que leva uma grande corporação a adotar essas iniciativas.

Investir em sustentabilidade é essencial para as empresas

Atualmente o consumidor espera que as empresas estejam conscientes sobre o impacto de suas ações na sociedade como um todo, seja no meio ambiente, no impacto populacional entre tantos outros fatores. Essa demanda abre espaço para que diversas soluções, startups e iniciativas surjam e ganhem mercado por atender uma necessidade emergente da população em geral.

Mas ser sustentável não é ter um produto que ataque uma dor relacionada a problemas como a redução de emissão do gás carbono ou que promova alternativas de energia que não sejam tão invasivas ao meio ambiente. Acredite, muita gente pensa assim.

Ser sustentável é quando uma empresa vai em busca de alternativas que minimizem seus impactos no meio ambiente, mas não apenas isso. É também a preocupação com o todo, com a sociedade, ajudando a construir cum mundo mais justo e responsável para todos aqueles em seu entorno, mantendo também os melhores processos de administração.

A partir dessa pequena explicação começamos a entrar em termos mais específicos. Entenda o que eles significam e a importância deles.

ESG

Environmental, Social and Governance é o termo que deu origem à sigla ESG e a prática que mede as iniciativas ambientais, sociais e de governança de uma empresa.

No âmbito de Venture Capital, o termo ESG é usado também para se referir a investimentos com critérios de sustentabilidade. Ou seja, quando um investidor planeja um aporte em uma startup, ele não apenas analisa os índices financeiros, mas também observa fatores ambientais, sociais e de governança de uma companhia.

TI Verde

Tecnologia da Informação Verde (ou TI Verde) é um conjunto de práticas que visam minimizar os impactos que a produção e o uso de certas tecnologias podem ter na natureza.

Algumas práticas usadas vão desde utilizar equipamentos que consomem menos energia até optar pela compra de matérias-primas recicladas e substâncias de baixa toxicidade. E, é claro, tudo isso respeitando a legislação ambiental vigente.

Além disso, as corporações que investem em TI Verde também podem, e devem, desenvolver planos de ação com o intuito de eliminar ou reduzir práticas que agridem o meio ambiente.

O que tem sido feito e quem está de olho nesse cenário

Já há algum tempo, as empresas que têm práticas de governança corporativa em questões sustentáveis, ganham destaque na mente de seus consumidores e de investidores. Movimentos de incentivo a essas questões surgem em vários formatos. 

A startup Openbox.ai é uma das que aposta e investe em iniciativas que fomentam e conscientizam os responsáveis pela gestão de pequenas ou médias empresas a respeito de práticas mais sustentáveis.

A fintech faz parte do programa Distrito For Startups e é especializada em crédito empresarial para PMEs. Recentemente, a startup lançou o portal PME Sustentável, que tem como objetivo mostrar caminhos, através de exemplos práticos, de como ações sustentáveis podem ser aplicadas no dia a dia das empresas de diversos setores

Para a iniciativa, a Openbox.ai contou com o apoio de Instituições e profissionais experts no assunto – como a Ecocert Brasil, a 360 Design, a Consultoria Boa Vista e a Conexão de Design.

Uma funcionalidade de alto valor do portal é o Simulador Sustentável, disponível gratuitamente, possibilitando que gestores descubram o quão sustentável a sua empresa é hoje, bem como os pontos que podem ser melhorados para se ter uma atuação menos danosa ao ecossistema.

“O Portal PME Sustentável é resultado de um trabalho de um ano e meio e busca informar, conscientizar e, especialmente, despertar o desejo das pequenas e médias empresas em serem mais sustentáveis. Além disso, o portal busca ser uma ferramenta de simulação para a Certificação de Índice de Ações Sustentáveis da Openbox.ai. Esse projeto iniciou e foi apresentado no Laboratório de Inovações Financeiras Tecnológicas do Banco Central do Brasil, com apoio da FENASBAC, e estamos muito orgulhosos porque todo o time conseguiu traduzir o nosso DNA neste novo projeto”, afirma Mauricio Rodrigues, founder e CEO da Openbox.ai.

O Certificado IAS (Índice de Ações Sustentáveis), idealizado pela Openbox.ai, simula o nível de sustentabilidade das empresas através de 48 critérios pertencentes dos 5 grandes grupos sustentáveis, sendo eles: ambiental, social, proteção ao consumidor, solidariedade econômica e comprometimento da empresa.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow