Além disso, cole esse código imediatamente após a tag de abertura :
arrow Voltar
SoftBank e Distrito atuam no mapeamento de dados de startups da América Latina

SoftBank e Distrito atuam no mapeamento de dados de startups da América Latina

Parceria tem como objetivo conhecer melhor as empresas e oferecer dados mais precisos sobre o ecossistema latino Por que mapear os dados das startups da América Latina? São Paulo, setembro de 2022 — Nos últimos anos, o desenvolvimento do mercado tecnológico da América Latina despertou a atenção de todo o mundo, atraindo diversos investidores e […]

16 de dezembro de 2022 4 min de leitura
time

Artigo atualizado 16 de dezembro de 2022

Parceria tem como objetivo conhecer melhor as empresas e oferecer dados mais precisos sobre o ecossistema latino

Por que mapear os dados das startups da América Latina?

São Paulo, setembro de 2022 — Nos últimos anos, o desenvolvimento do mercado tecnológico da América Latina despertou a atenção de todo o mundo, atraindo diversos investidores e empreendedores. Apesar desse movimento ser conhecido pelos agentes que atuam no setor, há ainda poucos dados unificados referentes às startups latinas.

Pensando em oferecer informações massivas e atualizadas e acompanhar a evolução das empresas sul-americanas de tecnologia nos últimos anos, o SoftBank e a plataforma de inovação Distrito fecharam uma parceria para mapear o ecossistema de tecnologia dos países latino-americanos emergentes.

A pesquisa coletará informações sobre histórico, investimentos, estágio, fundadores, funcionários, setores, entre outros aspectos das empresas.

A ideia é obter os dados das startups de forma direta, usando o contato direto para ter dados primários sempre atualizados. Essa é também uma forma de aproximar as empresas de outros agentes, como investidores, parceiros e companhias que utilizam startups como fonte de novas soluções.

Para Gustavo Gierun, CEO do Distrito, ter informações atualizadas e completas é importante para impulsionar o crescimento das empresas: “Informações mais precisas sobre as startups permitem identificar tendências sobre mercado e novas tecnologias, aproximar investidores de boas oportunidades e conectar empresas com soluções de negócios gerando valor para todo o ecossistema”.

As startups que disponibilizarem as informações sobre seus negócios entrarão ainda no radar dos SoftBank Latin America Funds, os maiores investidores na área de tecnologia da região. Com fundos de aproximadamente US$ 8 bilhões destinados à América Latina, a empresa de venture capital teve influência direta na criação de mais de dois terços dos unicórnios latinos.

“A América Latina é um celeiro de empreendedorismo, com grande potencial de abrigar empresas e soluções tecnológicas que podem transformar diversos segmentos de forma profunda”, afirma Eduardo Vieira, líder de Marketing (Brand), Comunicação e Corporate Affairs do SoftBank na América Latina.

“Conhecer a fundo as startups e seus empreendedores é uma forma de estarmos ainda mais próximos do ecossistema de inovação na região, o que nos credência a atuar de forma mais eficiente”, complementa Eduardo. Entenda mais sobre os procedimentos utilizados para um mapeamento de dados atualizados.

A utilidade do mapeamento de dados

Esse mapeamento trata-se de uma pesquisa que visa demonstrar: quais são as novas tecnologias que as startups estão criando? quais estão crescendo mais rapidamente? E quais têm maior potencial e precisam de mais recursos?

Afinal, um mapeamento de dados trata-se de uma análise do caminho que as startups percorreram para chegar até o momento de maturidade em que se encontram no presente momento. A partir desse levantamento de dados, é possível compreender quais sãos os passos futuros mais assertivos para cada startup analisada, assim como angariar novos recursos para o crescimento da mesma.

Além disso, por meio do mapeamento, é possível avaliar o quão uma organização é eficaz quanto ao relacionamento com os clientes, parceiros e colaboradores.

Na prática, é necessário realizar um trabalho intenso de coleta de dados de todos os departamentos da empresa e organizá-los da maneira eficaz para serem usadas em prol do crescimento da empresa.

Considerando o conceito e os questionamentos que a elaboração que essa pesquisa visa responder, é possível perceber o quanto esse inventário é indispensável dentro das organizações.

A importância de uma startup ser mapeada, o que ela ganha?

Quando consideramos a importância desse mapeamento de dados, a grande vantagem para a startup é estar sendo monitorada pela maior empresa de Venture Capital do mundo, conhecida como a fábrica de unicórnios, a SoftBank.

A startup também estará atualizada no banco de dados do Distrito e poder ser encontrada por grandes corporações, as quais investem seu capital em novas tecnologias para incorporarem em seus negócios.

Portanto, é importante ressaltar que vamos selecionar 30 startups para uma mentoria com o SoftBank. Para participar, acesse o link e faça a inscrição da sua startup: Mapeamento Latam | SoftBank & Distrito.

Dessa maneira, os dados têm uma finalidade e um propósito ao serem mapeados, além de serem guardados com segurança para não ocorrer nenhum vazamento.

Sobre o Distrito

O Distrito é uma plataforma de inovação que exponencializa resultados de negócios por meio de novas tecnologias. Capacitamos executivos para a nova economia, conectamos eles às novas soluções resolvendo desafios concretos das empresas.

Em 5 anos, construímos um avançado sistema de inteligência e banco de dados e já mapeamos a performance de cerca de 36 mil startups, produzindo um conhecimento único sobre o impacto das tecnologias e novos modelos de negócio. Hoje, nossa plataforma SaaS atende mais de 60 corporações clientes e 800 startups residentes.

Aproveite e leia também: Por que o SoftBank é tão importante para as startups brasileiras?

Sobre o SoftBank Group

O SoftBank Group investe em tecnologia inovadora para melhorar a qualidade de vida das pessoas em todo o mundo.

O SoftBank Group é composto pelo SoftBank Group Corp. (TÓQUIO: 9984), uma holding de investimentos que inclui participações em telecomunicações, serviços de internet, IA, robótica inteligente, IoT e provedores de tecnologia de energia limpa; os SoftBank Vision Funds, que investem mais de US$ 135 bilhões para ajudar empreendedores extraordinários a transformar indústrias e moldar novas; os SoftBank Latin America Funds, com cerca de US$ 8 bilhões, o maior fundo de risco da região; e o SB Opportunity Fund, um fundo de US$ 100 milhões dedicado a investir em empresas fundadas por empreendedores negros nos EUA.

Para saber mais, acesse o site do grupo!

Mais lidos

Compartilhar
Editoriais
  • Aceleração
  • Aquecimento global
  • Case
  • Cases
  • Corporações
  • Crise
  • Crise econômica
  • Cultura de inovação
  • CVC
  • D4S
  • desafios abertos
  • Distrito
  • Ecossistema e conexão
  • Emissão de carbono
  • Estratégias
  • Eventos
  • Ferramentas e processos
  • fundos de investimento
  • Governança
  • Hospital das Clínicas
  • Hubs
  • IA
  • inovação
  • inovação aberta
  • inovação e empreendedorismo
  • InovaHC
  • Inteligência Artificial
  • investimento de risco
  • Kanban
  • M&A
  • mercado de capitais
  • Metodologia Kanban
  • Pandemia
  • Partnership
  • Programas
  • saúde
  • Squads
  • Startups
  • Techboard
  • Tecnologia
  • Tendências
  • Transformação Digital
  • VC
  • venture capital
  • Volkswagen

Posts recomendados

Acesse o blog arrow