arrow Voltar
Validação de startups: entenda como fazer

Validação de startups: entenda como fazer

Não só de uma boa ideia se faz uma startup. Para o negócio dar certo, é preciso que essa ideia inovadora seja validada. Isso se faz por meio de um processo chamado de validação de startups.  Com ele o empreendedor descobre se o negócio é viável e obtém insights importantes, que permitem tornar o produto […]

11 de setembro de 2020 2 min de leitura
time

Artigo atualizado 11 de setembro de 2020

Não só de uma boa ideia se faz uma startup. Para o negócio dar certo, é preciso que essa ideia inovadora seja validada. Isso se faz por meio de um processo chamado de validação de startups. 

Com ele o empreendedor descobre se o negócio é viável e obtém insights importantes, que permitem tornar o produto ou serviço mais interessantes para o público. 

Quer saber como fazer a validação da sua startup? Leia este artigo para saber mais!

Distrito for Startups

3 dicas para fazer validação de startups

Conheça o mercado

Antes mesmo de investir na criação de uma marca e do produto ou serviço, é importante conhecer o seu mercado de atuação. Por isso, antes de colocar a mão na massa, procure por pesquisas e relatórios para entender se há ou não uma oportunidade financeira nessa área. 

Converse com seus clientes em potencial

Se você entender que o mercado realmente oferece oportunidades, entre em contato com pessoas que podem ser seus clientes em potencial. Procure aquelas que podem se beneficiar do seu provável produto ou serviço.

A ideia é entender as dificuldades que encontram e os benefícios que essas pessoas esperam. Seja objetivo nas perguntas para não enviesar as respostas.

https://youtu.be/9psXLObi0M0

Crie o seu MVP

É difícil pesquisar sobre validação de startups sem esbarrar na sigla MVP. Ela significa Minimum Viable Product, ou produto mínimo viável. A ideia do MVP é que, antes de investir tempo e dinheiro na criação de um produto ou serviço robusto, você crie uma versão mais enxuta para validar a solução. 

É preciso ter um objetivo claro, que possa ser mensurado. Se a sua ideia é criar um software de CRM para empresas pequenas, por exemplo, pode oferecê-lo para 20 negócios diferentes e colocar como meta que a metade deles demonstre interesse na ferramenta depois de 1 mês. 

Com base nos resultados do MVP, você pode implementar melhorias e repetir esse ciclo até reduzir as incertezas.

▶️ Saiba mais: O que é MVP (Minimum Viable Product)?

Aprofunde-se na validação de startups

Se você quer se aprofundar no tema validação de startups, preparamos um conteúdo especial sobre o assunto. É o ebook MVP e fundraising: Um guia atualizado para sua startup, que você pode baixar gratuitamente.

No material você aprenderá: 

  • Como alinhar a proposta de valor ao real interesse do mercado;
  • Quais as etapas para desenvolver um bom MVP;
  • Como validar hipóteses e identificar pontos de melhoria;
  • Quais são os tipos de rodadas de investimentos;
  • Conselhos de quem já lançou produtos bem sucedidos.

Faça o download agora!

ebook-mvp-Banner-1

Posts recomendados

Acesse o blog arrow