arrow Voltar

Scale Up: você sabe o que é? Tire suas dúvidas agora!

É muito comum que o mercado considere que a Scale Up é uma evolução das startups. É assim que muitas fintechs que transformaram o mercado financeiro agora são denominadas, inclusive. Mas, esse é um termo exclusivo para o universo das startups ou abrange também os modelos de negócios tradicionais? Além disso, quais são os critérios […]

28 de outubro de 2020 4 min de leitura
time

Artigo atualizado 28 de outubro de 2020

É muito comum que o mercado considere que a Scale Up é uma evolução das startups. É assim que muitas fintechs que transformaram o mercado financeiro agora são denominadas, inclusive.

Mas, esse é um termo exclusivo para o universo das startups ou abrange também os modelos de negócios tradicionais? Além disso, quais são os critérios para definir uma Scale Up?

Neste conteúdo, reunimos as informações que ajudam a entender a trilha de sucesso de uma Scale Up. Confira.

O que é uma Scale Up?

Scale up é o estágio de vendas aceleradas que um negócio atinge depois de ter conquistado sucesso em processos com o desenvolvimento de MVP e market fit.

Ou seja, o negócio já validou o produto, encontrou a segmentação de clientes ideal e está trabalhando eficientemente seus diferenciais a ponto de gerar lucros em escala.

Algumas instituições e especialistas do mercado definem alguns critérios para a definição de uma Scale Up. São eles:

  • crescimento médio anual de, pelo menos, 20% nos últimos 3 anos;
  • vantagem competitiva, público-alvo fidelizado, identidade da marca envolvente e mercado com grandes oportunidades de crescimento;
  • despesas e receitas crescem pelo desenvolvimento do negócio, porém, em uma proporção financeiramente saudável;
  • produto já validado no mercado, provando que sua economia é sustentável.

Também é comum que o lucro superior a 20 milhões de dólares, ter, no mínimo, cinco pessoas na diretoria e mais de 80 funcionários, sejam características associadas a uma Scale Up.

Nesse sentido, tanto uma empresa tradicional como uma startup podem crescer e atingir o estágio de Scale Up, certo? Mas, quais são as etapas até lá? Vejamos a seguir.

Quais os estágios de crescimento de uma startup?

Um lucro superior a 20 milhões de dólares em uma scale up é o objetivo de muitos empreendedores, mas, até chegar lá, um negócio precisa fazer por algumas fases de crescimento.

Ideação

É o momento da concepção da ideia, estudos do mercado, quem é o público-alvo, detalhes do produto, dentre outras informações para criar um MVP.

Operação

Início da operação, fase em que é importante colocar o MVP para avaliar a reação do público-alvo e fazer ajustes.

Nessa etapa já é possível participar de rodadas de investimentos pré-seed, seed, ingressar em programas de aceleração e buscar um hub de inovação que ofereça bons networkings e conhecimento.

Tração

Na etapa de tração a startup já está um pouco mais madura, com as rodadas de investimentos e novos aportes, a startup já conseguiu fazer melhorias no MVP e o foco é o crescimento.

Alguns negócios podem abrir o capital já nessa fase e, assim, realizar o lucro dos investidores e fundos Venture Capital.

É interessante ver que, nos primeiros anos da startup, sua equipe é multifuncional, consegue versar em diferentes áreas do negócio para manter uma estrutura enxuta e escalável.

Com o tempo, porém, e o objetivo de crescimento até a fase scale up, a startup aumenta gradualmente seu quadro de funcionários, organizando o negócio em setores mais definidos e usando mão de obra especializada que pode estratégica para o crescimento dos anos seguintes. 

Scale up

Considerando os critérios que algumas instituições usam para determinar que uma startup tornou-se uma scale up, um negócio precisa realizar um faturamento de 20 milhões anuais nos últimos 3 ciclos, aumentar o quadro de colaboradores e de gestores de áreas.

Mas, essas características não precisam ser apuradas simultaneamente ou em sua totalidade, ou seja, uma empresa que tenha esse faturamento já tem o suficiente para ser considerada uma scale up.

Apesar de parecer um objetivo difícil de ser alcançado, ele é perfeitamente possível e, alguns exemplos podem ilustrar o futuro que o seu negócio pode experimentar.

Como foi o Scale Up de startups conhecidas?

Para visualizar essas características e etapas do crescimento de uma startup até chegar ao patamar de Scale Up, analisar alguns exemplos pode ser muito valioso.

Klarna

A Klarna é considerada uma das maiores fintechs na Europa. Fundada em 2005 em Estocolmo, a startup padrão scale up oferece soluções que simplificam os modelos de pagamentos.

Entre eles, pagamentos diretos, após o recebimento de delivery ou, mesmo, quando e como os clientes preferirem, um marketfit que contribui para seu crescimento acelerado.

Atualmente são 85 milhões de consumidores usando suas soluções, mais de 200.000 varejos associados em 17 países.

No primeiro semestre de 2020, mesmo com a pandemia, a Klarna teve uma receita de $466 milhões e recebeu novo aporte de $650 milhões em nova rodada de investimentos conduzida pela Silver Lake.

Gympass

O Gympass é um aplicativo que possibilita o uso de academias espalhadas pelo Brasil e no mundo, por meio de assinatura, onde, aliás, seu foco mais rentável são os trabalhadores de empresas associadas e seus beneficiários.

Nesse modelo de negócio B2B, tanto os usuários quanto as empresas que concedem o benefício pagam a assinatura do Gympass que, por sua vez, repassa às academias.

Fundado em 2012, a Gympass entrou no mercado geral, mas, só depois de um ano mudou seu foco para o B2B, um movimento de marketfit que determinou seu crescimento no país e no mundo.

O crescimento em número de gestores, colaboradores e, principalmente, no faturamento dos anos seguintes, obviamente, são compatíveis com o modelo scale up, principalmente porque em 2019 a startup recebeu um aporte de R$ 300 milhões do Softbank, tornando-se uma unicórnio.

Percebe? O mundo da inovação é acelerado e, é premissa o negócio errar rápido para aprender mais rápido ainda. Porém, para tornar-se uma Scale Up de sucesso, é preciso garantir que os aprendizados do processo tenham sido internalizados e, até mesmo, evitar alguns erros.

Nesse sentido, o programa Distrito for Startups é a solução ideal para que a startup tenha acesso à mentores e conexões que podem ajudar em seu crescimento.Gostou da proposta? Então, saiba agora mesmo como ingressar no programa Distrito for Startups.

Distrito for Startups

Posts recomendados

Acesse o blog arrow