arrow Voltar

Open innovation no Brasil: panorama e cenário atual

É comum que empresas mais tradicionais se inspirem nos processos mais produtivos e nas rotinas mais flexíveis das startups. Mas o que muitas não sabem é que esses negócios jovens e inovadores também podem ajudá-las diretamente, resolvendo problemas diversos. Essa parceria é chamada de inovação aberta, ou open innovation. Na prática, o termo se refere […]

28 de setembro de 2020 4 min de leitura
time

Artigo atualizado 28 de setembro de 2020

É comum que empresas mais tradicionais se inspirem nos processos mais produtivos e nas rotinas mais flexíveis das startups. Mas o que muitas não sabem é que esses negócios jovens e inovadores também podem ajudá-las diretamente, resolvendo problemas diversos. Essa parceria é chamada de inovação aberta, ou open innovation.

Na prática, o termo se refere ao fato de empresas e startups colaborarem entre si para criarem produtos e serviços inovadores — o que, para negócios tradicionais, representa uma oportunidade de reduzir custos, minimizar riscos e inovar de maneira mais rápida.

Por aqui, a inovação aberta já é praticada por diversas empresas. Neste artigo, entenda qual é o cenário da open innovation no Brasil, quais startups podem ajudar o seu negócio e como elas fazem isso de acordo com os tipos de problema que você pode estar enfrentando. Acompanhe!

Open innovation no Brasil: como a inovação aberta é praticada no país?

No Brasil, a inovação aberta tem sido feita de diversas formas. Por meio do corporate venture, por exemplo, grandes empresas investem em startups e em programas de inovação. É uma relação de ganha-ganha, em que a empresa tradicional consegue inovar, enquanto a startup tem acesso a investimentos, recebe mentoria e ganha experiência de mercado.

No corporate venture, a empresa lança um programa de conexão ou de aceleração de startups, propondo um desafio. Esses novos negócios, então, inscrevem-se apresentando propostas inovadoras para resolvê-lo. 

As empresas também podem praticar open innovation por meio de uma estrutura de inovação criada dentro da empresa, um espaço onde a startup possa trabalhar e desenvolver suas ideias.

O formato mais comum é o de coworking, que tem espaços que privilegiam a colaboração, além de decoração descontraída para deixar os colaboradores à vontade.

Um outro canal comum no Brasil são os eventos de inovação promovidos pelas empresas, como os hackathons. Depois de identificar problemas, a empresa usa os eventos como uma maratona para solucioná-los. As melhores soluções podem receber prêmios.

Os 3 pilares da inovação

Posicionamento e cultura de inovação
Mudança do mindset dos colaboradores e diretoria que passam a compreender e ver na inovação uma forma de crescer e aumentar a eficiência do negócio

Conexão com o ecossistema e startups
Promoção de atividades que façam a empresa a conhecer novos modelos de negócios e o que existe de mais avançado em tecnologia, com o intuito de fechar parcerias com startups visando a expansão do negócio.

Transformação de alto impacto
Mudança-se a dinâmica de  negócio por meio  da criação de novos produtos/serviços escaláveis e aumento de eficiência interna.

Quais problemas a empresa pode resolver por meio da inovação aberta? 

Problemas periféricos ou estruturais

Uma das maneiras pelas quais uma startup pode ajudar a sua empresa é na resolução de problemas periféricos ou estruturais

Digamos que sua empresa enfrenta, por exemplo, problemas de controle da jornada de trabalho, pois tem colaboradores trabalhando à distância e presencialmente, e os primeiros não têm como comparecer ao escritório para baterem o ponto.

Nesse caso, sua empresa pode contar com startups que desenvolvem soluções de RH para modernizar o controle da jornada. Se o seu problema, por outro lado, é a segurança, startups focadas nisso podem ajudar a desenvolver uma solução ou tecnologia que tranca e dá acesso às portas. 

Problemas complexos

Nem só problemas pontuais podem ser resolvidos com a ajuda de startups. Também é possível aproveitá-las para criar uma solução única em conjunto com a empresa, resolvendo uma dificuldade mais complexa pela qual o seu negócio esteja passando.

Exemplos de open innovation no Brasil

Um exemplo de resolução de problemas periféricos ou estruturais por meio do open innovation no Brasil é a parceria entre a rede de supermercados Walmart e o site de cupons Cuponomia

Para resolver a dificuldade de manter os consumidores engajados com seu ecommerce, a multinacional passou a usar a plataforma de cupons para oferecer descontos de até 15% de desconto. Deu certo: as vendas do Walmart cresceram 21% com a estratégia.

Já a Arcos Dourados, franqueada do McDonald’s no Brasil, aproveitou a inovação aberta para resolver um problema complexo, o de receber e gerir documentos fiscais eletrônicos.

A empresa sofria com a falta de confiabilidade e organização, além do trabalho de manter documentos em um email. Por isso, recorreu à startup Arquivei, criada em 2014 no interior de São Paulo. 

A plataforma é integrada à Secretaria da Fazenda e permite baixar e gerenciar notas fiscais eletrônicas emitidas pelo CNPJ da empresa. Os documentos ficam organizados em um painel, o que permite cumprir com as obrigações fiscais, reduzir perdas e ganhar produtividade.

Startups para novos horizontes

Quer diversificar o seu negócio e começar a atuar em outras áreas, mas não sabe por onde começar? Talvez uma empresa jovem e inovadora possa dar uma mão. Para isso, você pode se conectar com startups que trazem um novo horizonte para a sua empresa e, assim, fomentar o open innovation internamente.

A NASA, por exemplo, tinha a dificuldade em encontrar novos talentos para colocar em prática as suas novas ideias. Por isso, a agência fez uma parceria com a plataforma de freelas Freelancer.com, que permite que empresas contratem profissionais do mundo todo para projetos pontuais. 

Por lá, a agência tem uma página na qual posta desafios para os freelancers resolverem. A melhor resposta aos concursos é premiada. Um exemplo é o logo criado por um brasileiro, que recebeu U$S 250 dólares, competindo com 191 freelancers do mundo.

Aprenda com os exemplos de open innovation de empresas do Brasil e do mundo

Além dos exemplos que trouxemos neste artigo, há muitos outros casos de sucesso de open innovation no Brasil e no mundo para você se inspirar.

Para compartilhá-los, criamos o ebook Inovação aberta: da teoria à prática. Em 100 páginas de conteúdos aprofundado, mostramos como funciona a jornada da inovação, e apresentamos os exemplos de open innovation de grandes nomes do mercado, como AstraZeneca, HDI Seguros, KMPG, Unimed e muito mais. Faça o download gratuito agora!

E, para continuar por dentro de tudo do mundo das startups, tecnologia e empreendedorismo, continue acompanhando o blog do Distrito e todo o trabalho realizado pelo Distrito Dataminer, nossa área de inteligência de mercado, responsável por dar insights, dados e informações para você que quer inovar, conectar-se com startups e praticar mais o open innovation.

Ebook de Inovação Aberta - da Teoria à Prática.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow