arrow Voltar
Distrito promove pesquisa para entender representatividade feminina no ecossistema da inovação

Distrito promove pesquisa para entender representatividade feminina no ecossistema da inovação

Elaborada em parceria com a Endeavor e B2Mamy, a pesquisa Female Founders liderada pelo Distrito é ponto de partida para fomentar a participação de mulheres neste mercado. A pesquisa busca ouvir empreendedoras à frente de startups early-stage, scale-up, later-stage ou até mesmo  unicórnio.  O objetivo da iniciativa é entender a fundo quais são as principais […]

25 de janeiro de 2021 3 min de leitura
time

Artigo atualizado 25 de janeiro de 2021

Elaborada em parceria com a Endeavor e B2Mamy, a pesquisa Female Founders liderada pelo Distrito é ponto de partida para fomentar a participação de mulheres neste mercado. A pesquisa busca ouvir empreendedoras à frente de startups early-stage, scale-up, later-stage ou até mesmo  unicórnio. 

O objetivo da iniciativa é entender a fundo quais são as principais características do empreendedorismo feminino no Brasil, desde os desafios para a entrada dessas mulheres, à permanência e ascensão delas no ecossistema da inovação.

Ao compreender este cenário no país, o levantamento irá atuar como uma forma das grandes empresas e startups terem informações e dados suficientes para um direcionamento mais assertivo para o aumento da representatividade feminina entre essas empresas de base tecnológica do país. 

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as mulheres representam 52% da população do país. Apesar disto, a participação feminina nos quadros societários de startups é ainda muito baixa. 

Além disso, segundo alguns estudos anteriores realizados em 2020 e 2019 pelo Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado do Distrito, as fintechs, por exemplo, possuem apenas 12% de mulheres entre seus sócios. No caso das startups voltadas para as áreas de educação e saúde, a representatividade feminina é um pouco maior: chega a 20%, em ambos os setores.

Setor% de mulheres
LegalTech25%
EdTech20%
HealthTech20%
Insurtech16%
AdTEch & MarTech14%
LogTech14%
AdTech13%
Industria 4.013%
FinTech12%

Para Lilian Natal, líder de Comunidade no Distrito, a baixa representatividade de gênero é imensa no mercado brasileiro e ainda mais profunda no ecossistema de inovação. “Não temos predominância feminina em nenhum dos setores. Nos juntamos a outras duas grandes organizações do ecossistema para projetarmos uma economia mais igualitária, sustentável, equilibrada e justa”.

“Um passo antes da transformação é entender de onde estamos partindo e porque estamos nos mobilizando. Essa parceria trará uma fotografia do cenário para além dos dados. Queremos compreender as necessidades de cada uma dessas mulheres para então enxergarmos medidas propositivas para um ecossistema mais humano e igualitário em suas oportunidades, diz Dani Junco, CEO da B2Mamy.

Sobre o Distrito

Fundado em 2014, o Distrito é uma plataforma com propósito de ajudar empresas a se transformarem através de inovação e tecnologia.  Com o seu ecossistema de inovação aberta, empoderado por dados e inteligência artificial, o Distrito conecta grandes empresas, startups, investidores e acadêmicos, para gerar novos modelos de negócios vencedores, mais colaborativos, eficientes, transparentes e sustentáveis.

Hoje, o Distrito executa inovação aberta com 65 grandes corporações e mais de 300 startups que estão conectadas à sua plataforma, além de 11 Laboratórios Corporativos de inovação dedicada em operação conjunta. O Distrito mapeia também mais de 13 mil startups no Brasil para gerar insights e inteligência de inovação, tendo publicado mais de 50 reports setoriais.

Em 2020, o Distrito foi eleito como o melhor hub de inovação do Brasil pela Startup Awards, premiação da Associação Brasileira de Startups (ABStartups).

Sobre a B2Mamy

Fundada em 2016, a B2Mamy é a primeira empresa que capacita e conecta mães ao ecossistema de inovação e tecnologia para que elas sejam líderes e livres economicamente. Com a experiência das sócias em empreender e na mentoria de empresas startups, a B2Mamy, que é powered by Google for Startups, criou uma metodologia de aceleração para empreendedoras, preparando as mães para apresentá-las a investidores e norteando as ações estratégicas do seu negócio. O intuito da empresa é orientar as mães que têm ideias de negócios, e também trazer investimento para aqueles selecionados e impulsioná-los de forma sustentável, introduzindo essas mulheres ao mundo das startups e dando a elas oportunidades reais de ascensão profissional.

Sobre Endeavor

A Endeavor é a rede global formada pelos empreendedores e empreendedoras à frente das empresas que mais crescem no mundo. No Brasil desde 2000, promove um ecossistema que estimula o crescimento e impacto dos empreendedores e empreendedoras que lideram scale-ups – 0,5% das empresas do Brasil, que geraram 1,6 milhões de empregos nos últimos 3 anos.

A organização trabalha em três frentes principais: apoiando e acelerando scale-ups para que multipliquem o seu impacto no ecossistema – só em 2019, contribuíram para a geração de mais de R$ 9 bilhões em receita e manutenção mais de 48 mil empregos diretos; oferecendo soluções de open innovation para acelerar a estratégia de inovação das corporações e impulsionar o crescimento das scale-ups; e influenciando mudanças de políticas públicas que simplifiquem o ambiente de negócios brasileiro.

Posts recomendados

Acesse o blog arrow