arrow Voltar

Como fazer uma boa aproximação com startups?

Sabia que as grandes empresas têm muito o que aprender com as startups? A aproximação com startups é fundamental quando consideramos o cenário de transformação digital nos negócios. Uma maneira de aprender com elas, sem dúvidas, é por meio da inovação aberta. Fechar as suas portas para negócios que possam agregar conhecimento e valor à […]

21 de julho de 2020 4 min de leitura
time

Artigo atualizado 21 de julho de 2020

Sabia que as grandes empresas têm muito o que aprender com as startups? A aproximação com startups é fundamental quando consideramos o cenário de transformação digital nos negócios. Uma maneira de aprender com elas, sem dúvidas, é por meio da inovação aberta.

Fechar as suas portas para negócios que possam agregar conhecimento e valor à sua empresa é algo altamente prejudicial, principalmente em cenários de crise.

Enxergar a importância de atuar em conjunto com as startups e não encará-las como concorrência, pode fazer com que reduza custos e muito tempo com a implementação da inovação tecnológica

Neste post, mostraremos por que você e o seu negócio podem contar com o Distrito, como Hub de inovação, para se aproximar de startups e elevar a competitividade e os resultados da sua empresa. Entenda.

O que é Hub de inovação?

Hub de inovação é um local físico onde as startups — destaque em inovação e tecnologias — expõem as suas ideias e práticas inovadoras. Essa é a ponte que ligará a sua empresa a esses negócios jovens e escaláveis e que tem feito grandes transformações no comportamento do consumidor e na maneira como eles consomem produtos, serviços e informações. 

Esse é o ambiente adequado para fazer a aproximação com startups, já que as empresas especializadas em hubs de inovação preparam todo um núcleo de networking e captação e geração de insight. E desse assunto o Distrito entende.

Por que contar com o Distrito?

O Distrito como Hub de inovação tem uma unidade completa, o Distrito Community, que é focado no desenvolvimento e implantação desses locais. O nosso objetivo é que a sua empresa esteja em relacionamento direto com outros negócios que possam impactar positivamente os seus resultados e a sociedade.

Para se conectar a startups que fazem a diferença, você conta com quatro unidades localizadas em São Paulo, sendo que cada uma é focada em um setor. São elas:

  • Adtech (marketing): unidade Jardins;
  • Healthtech (setores da saúde): unidade Cerqueira César;
  • RetailTech (foco no varejo): unidade Pinheiros;
  • Fintech (setor financeiro) unidade também no Jardins.

Temos ainda a unidade Distrito Spark voltada para tecnologias e inovações no setor industrial.

Para que tenha uma ideia, gigantes tradicionais do mercado, como Bosch, Unimed e Johnson & Johnson são participantes ativas de hubs de inovação e adotam assiduamente a aproximação com startups que possam gerar novas ideias de negócios.

Com o Distrito, é possível aproximar e conectar a sua empresa, mesmo que ela seja tradicional, a um ambiente diversificado, núcleo de inovações e aprendizados para desenhar o futuro do seu negócio.

Tudo isso, por meio de insight e inspirações de empreendedores que tem muito o que ensinar e a aprender. Ou seja, é uma relação de benefício mútuo, que pode otimizar os processos, aumentar o marketshare e, claro, os resultados dos dois negócios.

Afinal, o que a sua empresa ganha com a aproximação com startups? 

O que as grandes e tradicionais empresas têm a aprender com as startups? Esses novos, inovadores e escaláveis negócios tem a tecnologia como centro de seus processos. Isso permite que elas tenham melhor capacidade de adaptação.

Considerando o novo normal que começar a viver, esse é um fator de sobrevivência no mercado. Esse é um cenário de transformações e as organizações precisam não somente se adequarem internamente, mas construir um futuro inteligente e que faça a diferença na sociedade.

Por muito tempo, empresas que começavam a apresentar crescimento exponencial eram encaradas como concorrência. Esse era um pensamento limitante para as organizações tradicionais.

As startups têm um modelo de negócio bastante diferente do que o mercado estava acostumado. Elas vêm mostrando que o conceito de marca não é mais tão relevante assim para os consumidores.

Com as transformações do mercado, os negócios precisam focar em customer experience, mesmo que o fator marca seja importante, não é o mais relevante. A ideia é: pensar menos em vender produtos e serviços e mais em resolver problemas e criar soluções.

Mesmo que você tenha uma marca forte e de reputação no mercado, isso não quer dizer que conseguirá se apoiar nela pelos próximos anos. O mercado que temos hoje é altamente volátil, principalmente porque é o momento das novas gerações.

Como isso funciona na prática?

Um exemplo claro disso são os bancos. Mesmo aqueles de tradição e renome no mercado financeiros, estão vendo os seus serviços serem oferecidos de forma melhorada por startups financeiras, as fintechs, já que os custos com suas operações são menores, há atendimento mais ágil e menos burocracia.

Então, o que os grandes bancos podem tirar disso? O exemplo da inovação. Bater sempre na mesma tecla de ser tradicional e não mutável de acordo com as necessidades do mercado, pode fazer com que um negócio se torne irrelevante.

Diante disso, os grandes nomes do mercado e as empresas com modelos tradicionais têm muito o que aprender sobre inovações, processos otimizados e automatizados. No entanto, esses ganhos são uma via de mão dupla, já que as startups ainda têm muito espaço a conquistar.

Esse é exatamente o conceito e o grande ganho dos hubs de inovação e de adotar estratégias de open innovation: somar forças para fortalecer o mercado.

E as vantagens dessa aproximação?

Ao adotar a aproximação com startups na sua empresa, e a participação em hubs de inovação, você tem acesso a:

  • novidades do mercado, principalmente sobre tecnologias e inovação;
  • aumento na visibilidade da sua marca;
  • desenvolvimento de crowdsourcing;
  • construção de networking com startups e outras empresas do seu segmento;
  • conhecimento do modelo de negócio produtivo enxuto e ágil das startups;
  • reduz tempo e recursos com implementação, treinamento de colaboradores, desenvolvimento e comercialização de novas soluções.

Ambientes inovadores geram insights e projetos inovadores. Fazer a aproximação com startups não somente aprimora os seus produtos e serviços tradicionais, como também abre portas e ideias para novas vertentes da sua empresa. O momento do novo normal é de unir forças e não de encarar negócios escaláveis e digitais como inimigos do mercado tradicional. Para isso, conte com o Distrito hub de inovação para conectar a sua empresa às startups e empreendedores mais inovadores do mercado!Precisa se aprofundar no assunto e quer estar por perto de startup para inovar? Acesse o Corporate Innovation Summit e tenha acesso a palestras e cursos de quem entende de inovação de corporações!

Posts recomendados

Acesse o blog arrow